Autoriza a realização de exame de cardiotocografia, no Estado do Rio de Janeiro

 

Art. 1º – As Unidades de Saúde públicas e privadas do Estado do Rio de Janeiro ficam autorizadas a realizar a Cardiotocografia, como exame de rotina, no final da gestação e durante o trabalho de parto, para avaliar o bem estar materno-fetal.

Art. 2° – Considera-se o exame de Cardiotocografia um método de avaliação das reais condições do bebê dentro da barriga da mãe. Este exame detecta a frequência cardíaca do feto e as contrações uterinas. Oportuno se torna dizer que através de um registro gráfico o médico pode avaliar o bem estar materno-fetal.