Candidato não pode ser discriminado por ter o nome sujo

O deputado Átila Nunes é autor do projeto de lei 4242/18 que proíbe à todas as empresas do Estado do Rio de Janeiro, de impedirem ou excluírem de seu processo seletivo, os candidatos selecionados e/ou aprovados, que tenham inscrição nos órgãos de proteção ao crédito. Para Átila Nunes, é necessário que se assegure que os candidatos possam ter uma participação imparcial e que os princípios atribuídos pela Constituição Federal do direito ao trabalho, à igualdade, à dignidade da pessoa, bem como o combate a qualquer ato discriminatório, sejam garantidos nos processos seletivos.